MÊS DE MAIO - MÊS DA ENFERMAGEM - Espinha dorsal do sistema de saúde

Atualizado: 30 de Abr de 2020

Margareth Chan, diretora da OMS (Organização Mundial d Saúde), declarou que

a enfermagem é como a espinha dorsal do sistema de saúde.


A enfermagem é responsável por muito mais do que se imagina. Isso porque são esses profissionais que passam mais tempo junto do paciente, dispensando cuidados.


Num hospital que presta serviços de alta qualidade, mesmo naqueles que não são ainda acreditados, sempre vamos encontrar a "digital da enfermagem”.


A maioria dos termos que discutimos hoje na implantação da segurança do paciente, sempre foram preocupações da enfermagem.


A evolução de práticas de segurança do paciente e as mudanças em curso, sugerem que a função da enfermagem atualmente é mais estratégica do que nunca. Talvez, mais do que se prender em fazer diagnósticos de enfermagem, o papel da enfermagem seja o de planejar o cuidado, com foco na avaliação de riscos, segundo o perfil e as necessidades de cada paciente.


Com essa mudança de perspectiva, a enfermagem se torna, mais do que nunca, não só um elemento essencial à saúde baseada em valor, mas a base do cuidado centrado no paciente.


Historicamente a enfermagem é a equipe que interage com todas as áreas de suporte da instituição, tendo papel importante na melhoria contínua da qualidade, do atendimento aos pacientes e do desempenho organizacional.


Os registros efetuados pela equipe de enfermagem têm a finalidade de fornecer informações sobre a assistência prestada, assegurar a comunicação entre a equipe de saúde e garantir a continuidade das informações nas 24 horas, condição indispensável para a compreensão do paciente de modo geral. Os registros realizados no prontuário do paciente tornam-se um documento legal de defesa dos profissionais, devendo, portanto, estar imbuídos de autenticidade e de significado legal. Os mesmos refletem todo o empenho e força de trabalho da equipe de enfermagem, valorizando, assim, suas ações.


Os profissionais da enfermagem lidam diretamente com os pacientes todos os dias, o que os tornam um elo importante na corrente de comunicação com toda equipe multiprofissional na busca do melhor atendimento, dessa forma a preocupação da equipe em seguir à risca os regulamentos internos, protocolos e rotinas é uma premissa para a qualidade assistencial da instituição.


Na linha de frente do combate à pandemia, a enfermagem é indispensável para o controle da disseminação da doença.

É a enfermagem, muitas vezes, os responsáveis por lidar com o medo e o estresse de pacientes e familiares, respondendo às perguntas com segurança, humanização e cuidado. Respostas difíceis pois, a comunicação está com rapidez nas mudanças, está com excessos, está com ruídos e está desencontrada. Não podemos esquecer que estamos lidando com algo desconhecido.

Para a OMS, “sem enfermeiros não haveria resposta”. Além disso, esses profissionais da enfermagem (enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem) estão diretamente ligados à coleta de dados para estudos clínicos tão importantes para a luta contra um inimigo ainda desconhecido, rápido e cruel.


Antes mesmo do mundo ser atropelado pela pandemia, a OMS já tinha declarado que 2020 seria o ano do enfermeiro e da parteira, destacando a importância dessas duas linhas de atendimento na saúde global. O Conselho Internacional de Enfermeiros e a Organização Mundial da Saúde (OMS) estavam se preparando, em 2019, para as comemorações para enfermagem com a Campanha Global Nursing Now, que pretende valorizar a profissão para melhorar os indicadores vitais de saúde.


E nesse momento, mais do que nunca a enfermagem merece essa linda homenagem.


A CQ Consultoria homenageia e parabeniza a equipe de enfermagem nesse mês de maio em especial.


Referência:

https://jornal.usp.br/atualidades/enfermagem-e-espinha-dorsal-do-sistema-de-saude/

https://www.segurancadopaciente.com.br/noticia/enfermeiro-garante-qualidade-na-assistencia-em-hospitais/

manual-anotacoes-de-enfermagem-coren-sp.pdf



42 visualizações0 comentário