Janeiro branco 2021 - Saúde Mental

Atualizado: 3 de jan. de 2021

Saúde Mental


O QUE É SAÚDE MENTAL?


De acordo com a Organização Mundial da Saúde, saúde mental é um estado de bem-estar no qual o indivíduo é capaz de usar suas próprias habilidades, recuperar-se do estresse rotineiro, ser produtivo e contribuir com a sua comunidade.

A maior parte das pessoas, quando ouvem falar em “Saúde Mental” pensam em “Doença Mental”. Mas, a saúde mental implica muito mais que a ausência de doenças mentais.

Pessoas mentalmente saudáveis compreendem que ninguém é perfeito, que todos possuem limites e que não se pode ser tudo para todos. Elas vivenciam diariamente uma série de emoções como alegria, amor, satisfação, tristeza, raiva e frustração. São capazes de enfrentar os desafios e as mudanças da vida cotidiana com equilíbrio e sabem procurar ajuda quando têm dificuldade em lidar com conflitos, perturbações, traumas ou transições importantes nos diferentes ciclos da vida. A Saúde Mental de uma pessoa está relacionada à forma como ela reage às exigências da vida e ao modo como harmoniza seus desejos, capacidades, ambições, idéias e emoções. TER SAÚDE MENTAL É:

- Estar bem consigo mesmo e com os outros; - Aceitar as exigências da vida; - Saber lidar com as boas emoções e também com aquelas desagradáveis, mas que fazem parte da vida; - Reconhecer seus limites e buscar ajuda quando necessário;


O que é a Política Nacional de Saúde Mental?


A Política Nacional de Saúde Mental é uma ação do Governo Federal, coordenada pelo Ministério da Saúde, que compreende as estratégias e diretrizes adotadas pelo país para organizar a assistência às pessoas com necessidades de tratamento e cuidados específicos em saúde mental. Abrange a atenção a pessoas com necessidades relacionadas a transtornos mentais como depressão, ansiedade, esquizofrenia, transtorno afetivo bipolar, transtorno obsessivo-compulsivo etc, e pessoas com quadro de uso nocivo e dependência de substâncias psicoativas, como álcool, cocaína, crack e outras drogas.

O acolhimento dessas pessoas e seus familiares é uma estratégia de atenção fundamental para a identificação das necessidades assistenciais, alívio do sofrimento e planejamento de intervenções medicamentosas e terapêuticas, se e quando necessárias, conforme cada caso. Os indivíduos em situações de crise podem ser atendidos em qualquer serviço da Rede de Atenção Psicossocial, formada por várias unidades com finalidades distintas, de forma integral e gratuita, pela rede pública de saúde.

Além das ações assistenciais, o Ministério da Saúde também atua ativamente na prevenção de problemas relacionados a saúde mental e dependência química, implementando, por exemplo, iniciativas para prevenção do suicídio, por meio de convênio firmado com o Centro de Valorização da Vida (CVV), que permitiu a ligação gratuita em todo o país.


Falsos conceitos sobre saúde mental:


É comum que as pessoas que sofram com transtornos mentais ou dependência química sejam, muitas vezes, incompreendidas, julgadas, excluídas e até mesmo marginalizadas, devido a falsos conceitos ou pré-conceitos errados. 


Entenda que é falta da saúde mental:

Não é fruto da imaginação;

A pessoa não escolhe ter;

Algumas doenças mentais têm cura, outras possuem tratamentos específicos;

Pessoas com problemas mentais são tão inteligentes quanto as que não têm;

Pessoas com problemas mentais não são preguiçosas;


Estes mitos, aliados à descriminalização, aumentam os sintomas do problema e, em muitas ocasiões, podem levar até ao suicídio.

Mesmo nos casos mais graves, é possível controlar e reduzir os sintomas por meio de medidas de reabilitação e tratamentos específicos. A recuperação é mais efetiva e rápida quanto mais precocemente o tratamento for iniciado.

LEMBRE-SE:

Todas as pessoas podem apresentar sinais de sofrimento psíquico em alguma fase da vida.


Referências:

http://www.saude.pr.gov.br/

http://saude.gov.br/





60 visualizações0 comentário